Mauro Brito

Nasceu nos anos noventa, em Nampula. É considerado o aviador de uma nova geração de poetas. Também estudou contabilidade e auditoria, mas esse foi ensejo traído pelo espírito digressivo que empresta aos livros infantis que vai escrevendo. Acabou agora de sair o primeiro, Passos de Magia ao Sol, ilustrado por Bárbara Marques e editado pela Escola Portuguesa de Moçambique. A sua poesia é elíptica, concisa e epigramática, e promete cumprir-se num pleno de singularidade, chegado o amadurecimento que ainda persegue. Porém, é uma voz a seguir com justa atenção. Colabora em vários jornais e revistas, como a Missanga, a Blecaute ou a Literatas, que tem sido o viveiro de onde despontaram vários poetas da sua geração. É um militante empenhado do ativismo ambiental.

back to top